preloader
 Investindo para a Cidadania Italiana: conheça meios de impulsionar seus sonhos

Investindo para a Cidadania Italiana: conheça meios de impulsionar seus sonhos

A Cidadania Italiana é um sonho para muitos brasileiros, que possuem o direito. E, como todo sonho, ele pode se tornar realidade, com dedicação, muito esforço e persistência. Mas você sabia que, com inteligência, você pode planejar seus sonhos e projetos, e até impulsionar eles?

Hoje, vamos conhecer vários meios de investimentos, nos quais você pode colocar seu dinheiro, em seu processo de levantar a quantia necessária, não só para a Cidadania Italiana, mas para todos os seus sonhos. Além disso, tais investimentos são úteis para criar disciplina financeira, e até uma qualidade de vida melhor.

O objetivo deste artigo não é recomendar compra e venda de nenhum ativo que será mencionado. E sim despertar o interesse para que você não só pesquise sobre estes elementos, mas que também considere rever seus conceitos de consumo, e busque formas de investir, não só para seus sonhos, mas para uma melhor qualidade de vida para você e sua família, incluindo a previdência.

Dito isso, vamos lá conhecer os meios de investimentos?

Tesouro Direto

O título de renda fixa do Governo Federal brasileiro é uma ótima porta de entrada para quem quer começar a investir. Com frações disponíveis à venda por no mínimo cerca de R$ 30, há várias opções de títulos, que atendem a taxa SELIC, a inflação (IPCA), ou um valor pré-fixado. São opções fáceis e acessíveis, disponíveis em várias corretoras e bancos, podendo ser compradas até em aplicativos destas instituições.

Basicamente, é como “emprestar dinheiro ao governo”. O dinheiro investido é devolvido, no final do contrato, com os juros previamente estabelecidos. Mas é possível vender os títulos antes, lidando com variação de preços. Há cobrança regressiva de imposto de renda, além de taxa de custódia, com exceção do Tesouro Selic. Nele, até R$ 10 mil acumulados, não se paga esta taxa.

Debêntures

Feitas para quem tem um valor para investir e deixá-lo “quieto” até o final, as Debêntures são títulos de empresas, que colocam o título disponível por um valor, e o devolve com juros, previamente combinado. Estes títulos podem durar um, cinco ou até dez anos, com o rendimento sendo melhor quanto mais tempo ocorrer o investimento.

Neste caso, verifique a pontuação da debênture, antes de investir. Há uma pontuação comum nesta modalidade, que classifica os títulos entre mais seguros e mais arriscados.

Títulos privados

São as CDBs, LCIs, LCAs e LCs. Cada uma destas siglas tem um fim específico, mas basicamente, são títulos de bancos e empresas, que captam dinheiro para uso (no caso das CDBs, por exemplo, o dinheiro serve para usar em empréstimos), e devolvem, também com os juros previamente combinados.

Há títulos que podem ser resgatados no mesmo dia, e outros que só podem ser reavidos no dia final de investimento. Há títulos isentos de Imposto de Renda, enquanto outros são passíveis da cobrança, regressiva. E ainda há a proteção do FGC (Fundo Garantidor de Crédito), que garante que até R$ 250 mil sejam reembolsados aos investidores, em caso de quebra do banco emissor.

Ações

É, basicamente, o ato de se tornar sócio de uma empresa. A renda, aqui, é variável, com oscilações. Entretanto, estudos mostram que, a longo prazo, o crescimento dos papéis é constante, especialmente em boas empresas. Entrar neste universo de maneira consciente, com alvos, e investir em boas empresas é fundamental para obter sucesso e, com isso, lucro.

Dê preferência, focando em um projeto de longo prazo, em ações que pagam bons dividendos. Dividendos são parte do lucro da empresa, dividida entre seus acionistas. Estude bem, se você deseja entrar neste universo, e considere sempre observar, com muita atenção, este mundo.

Fundos Imobiliários

São semelhantes as ações, mas ao invés de empresas, prédios. São shoppings, prédios comerciais, hotéis e muito mais, que misturam o investimento em imóveis com o mercado de ações. É como se, ao invés de comprar um imóvel inteiro, você comprasse um pedaço de um shopping center, e lucrasse com a valorização do local. Além disso, aluguéis e rendimentos são revertidos em dividendos, distribuídos para os cotistas. E os valores são, geralmente, maiores o que as das ações, em uma visão mais simplista.

O conselho das ações valem aqui também. Observe bem o universo, pesquise o imóvel (e visite-o, se for possível), e entre neste mundo com consciência.

ETF

É uma “cesta de ações”. São títulos comprados de maneira igual as ações, porém, ao invés de investir em uma empresa, o investimento é em replicações. Você pode investir no índice da B3, a Bolsa de São Paulo, que tem várias empresas dentro. Pode investir em um pacote que investe apenas em empresas pequenas, com potencial de crescimento. E pode até investir em índices estrangeiros, como o SP&500, que reúne gigantes como Apple, Amazon, e Microsoft.

Fundos de Investimentos

Se você quer boa rentabilidade, mas não quer ou não pode acompanhar o mercado de ações, ainda é possível investir em fundos. Há fundos dos mais variados tipos: os que compram e vendem ouro, investem em ações brasileiras ou estrangeiras, lidam com o dólar, ou títulos de renda fixa. Cada fundo tem seu risco, sua performance, sua rentabilidade, e sua história. Por isso, mais uma vez, pesquisa é fundamental.

Aqui, o recomendado é ficar de olho nas taxas cobradas, que incluem a taxa de administração, e a de performance, em alguns casos. Veja bem estas informações e mais uma vez: apesar de existirem bons fundos, só faça investimentos neles com total consciência.

Há mais meios de investimentos?

Sim, existem sim. Dá pra investir no estrangeiro, dá pra comprar ações nos EUA, mesmo sendo brasileiro e não-residente, dá pra investir em criptomoedas, e muitas outras maneiras. Mas deixamos algumas opções úteis que, no curto e médio prazo, podem te ajudar a ajuntar o valor inteiro, à vista, não só dos processos envolvendo a Cidadania Italiana, mas seus demais sonhos.

E, como estamos falando de investimentos, é sempre bom lembrar: há uma maneira muito interessante de você realizar seu sonho, de maneira prática. A Cidadania Italiana Via Judicial te dá praticidade, conforto, te permite acompanhar online o processo, e a viagem para a Itália não é necessária. Saiba mais sobre esta modalidade de requerimento, ou tire qualquer outra dúvida sobre este assunto, nos enviando um e-mail: