preloader
 Itália diminui vagas no Parlamento de 945 para 600 cadeiras

Itália diminui vagas no Parlamento de 945 para 600 cadeiras

A Itália aprovou, via referendo, uma reforma que vai diminuir um terço de suas cadeiras no Parlamento. O país, que conta com 945 cadeiras em sua casa de leis, passará a ter 600 membros. Foram 69,5% dos eleitores que votaram a favor desta diminuição.

Na Itália, uma reforma desta natureza precisa passar por referendo popular. Pois é uma iniciativa que envolve alterar a Constituição. Os parlamentares italianos já haviam aprovado a diminuição. Porém, foi apenas com a aprovação popular que a medida será, de fato, efetuada.

A nova composição do Parlamento Italiano, com 600 membros eleitos, valerá a partir de 2023, data das próximas eleições no país. Foi, também, a primeira votação dos italianos desde a pandemia de covid-19. Foram dois dias de voto: domingo (20/09) e segunda (21/09). Como na Itália o voto é um direito e não uma obrigação, houve participação de 53,84% dos eleitores.

Além disso, sete regiões da Itália também elegeram seus governantes. Todos que possuem a Cidadania Italiana tem o direito à voto.