preloader
Seis motivos que fazem valer a pena morar na Europa

Seis motivos que fazem valer a pena morar na Europa

Morar na Europa é um sonho para muita gente. Mas os motivos que fazem alguém sair de um país para viver em outro podem ser os mais variados possíveis. Para quem sonha em viver no Velho Continente, separamos seis motivos que são dos mais falados por quem já vive nos países europeus, ajudando assim quem ainda tem a vida na Europa como projeto de vida.

Lembrando sempre que, com a Cidadania Italiana, a sua vida no continente fica mais simples. Afinal, o portador de um passaporte italiano pode viver, sem vistos ou burocracias, nos países do bloco europeu, incluindo, além da Itália, nações como Espanha, França ou Alemanha.

Veja, assim, os seis motivos que separamos para você!

Experiência de vida em outro ambiente

Morar no exterior garante conhecer novas culturas, novos hábitos e novos locais. E como na Europa existe uma multicultural, mesmo dentro dos próprios países, há muitas oportunidades de se evoluir, conhecendo as mais variadas formas de comportamentos e culturas.

Isso rende, de todas as formas, oportunidades de evolução como pessoa, em meio a situações que, em seu espaço natural, jamais iria viver. Saindo da zona de conforto, você poderá se superar, de várias formas. Vencerá seus medos, fará coisas que jamais pensou em fazer e vivenciará coisas que jamais pensou em viver.

Conhecer uma melhor qualidade de vida

Como sabemos, a vida no Brasil é querida por muita gente, mas nem por isso deixa de ser difícil, em seus vários aspectos: saúde ineficiente, economia frágil e excesso na violência. Viver na Europa, por outro lado, significa viver em melhores condições, em todos os aspectos.

O Euro, moeda utilizada pela maior parte dos países da União Europeia, é estável, e garante um poder de compra melhor do que o brasileiro. Melhores salários compensam até locais com custo de vida alto, enquanto o acesso a questões que vão desde as necessidades básicas de uma pessoa, como saúde, educação e segurança, além de bens de consumo, que são mais acessíveis no continente, aumentam e muito a qualidade de vida das pessoas.

Conhecer novas línguas

O inglês, como sabemos, é o idioma “oficial” do mundo. Mas que tal aprender o italiano, espanhol, alemão ou francês? Isso sem falar em dialetos locais, como o napolitano, ainda dito por algumas pessoas em Nápoles. Pois é isso que você terá acesso ao viver na Europa. Poderá enriquecer o seu vocabulário com uma variedade de línguas diferentes.

O que amplia, também, o seu repertório cultural. Afinal um idioma também é a representação cultural de uma nação. E aprendê-la significa ter acesso ainda maior à culturas e costumes diferentes.

Segurança

Já falamos sobre isso no tema qualidade de vida, mas vale a pena destacar apenas a segurança. É claro que nas grandes cidades europeias existem assaltos, e algumas nações contam com alguns problemas de segurança nacional. Mas ainda assim, não chegam nem perto dos problemas de segurança que insistem em continuar no Brasil.

Sobre assaltos, o que mais acontece na Europa, e se exige atenção para evitar que isso aconteça, são os roubos de carteiras. Mas são roubos invisíveis, que não contam com ameaças. Ou seja, em um contexto com caixas eletrônicos abertos no meio da rua e policiais que, em alguns locais, andam desarmados, você terá uma segurança ainda maior para viver, trabalhar e curtir a sua nova vida.

Qualidade de ensino

Se a sua intenção é viver na Europa para estudar, saiba que algumas das universidades mais antigas do mundo estão no continente. E algumas das mais avançadas tecnologicamente também. Como a Europa conta com mercados diferentes, de acordo com cada nação, há muitas oportunidades em cursos e estágios.

Ou seja, da moda à tecnologia, da agricultura ao automobilismo, há muito espaço para estudar, evoluir e crescer profissionalmente nas universidades europeias.

Liberdade

Por fim, você se sentirá livre ao morar na europa. Não apenas por poder andar pelas ruas sem medo de violência, ou por obter maior liberdade financeira. Mas sim por perceber que você pode ir aonde quiser, quando quiser. E a própria Europa ajuda nisso, já que as fronteiras abertas permitem que você conheça ainda mais culturas e países, como se estivesse visitando um estado de um mesmo país, como uma nação grande como o Brasil.

Presenciar esta sensação de liberdade, que pode ser ainda maior com as possibilidades de conhecer outros países fora do continente, como Estados Unidos, Canadá ou Austrália, só é possível com um passaporte forte, como o Passaporte Italiano.

Que tal mudar de vida e morar na Europa? Vem com a gente!

Morar na Europa, como conversamos aqui, é um sonho cada vez mais próximo. Especialmente se você for um dos 30 milhões de brasileiros que possuem o direito do reconhecimento da Cidadania Italiana. Comprovando com documentos a sua ligação familiar com um ascendente italiano, é possível requer sua Cidadania, que lhe garante os mesmos direitos de um italiano, o que inclui o acesso ao Passaporte Italiano, além das fronteiras livres entre as nações da União Europeia.

Se quiser saber mais sobre o Passaporte Italiano, baixe nosso eBook especial sobre o assunto.

E, para saber mais, chame-nos no WhatsApp, ou envie um e-mail no formulário abaixo:

Assine nossa Newsletter

Fique por dentro das novidades da Diritto di Cittadinanza. Não enviaremos spam, em nenhuma hipótese.

Copyright © 2020 Diritto di Cittadinanza SRL