preloader
 Investindo na Itália: Saiba como investir em euro com o Passaporte Italiano

Investindo na Itália: Saiba como investir em euro com o Passaporte Italiano

Para quem investe, seja em ações, ETFs, ou em títulos de renda fixa, uma palavra sempre aparece em estudos, artigos e conselheiros de finanças: diversificação. Seja o investidor conservador, moderado ou agressivo, a diversificação na carteira é extremamente recomendada, para que, como dizem, “os ovos não fiquem em um mesmo cesto”.

Assim, que tal diversificar a sua carteira, não só em títulos, mas também em moedas? Hoje, com a Internet e a regulamentação, é possível que brasileiros invistam no exterior. Mas, com a Cidadania Italiana, as possibilidades ficam ainda maiores. Você poderá aplicar seu dinheiro nas bolsas de valores europeias, abrir empresas, abrir conta em corretoras e até participar de investimentos alternativos.

Mas antes, um aviso importante: este artigo tem o objetivo de te mostrar as possibilidades de investimentos para cidadãos europeus. Empresas e corretoras citadas são apenas mencionadas como exemplo. Você quem deve estudar cada uma das opções, para saber como aplicar seu dinheiro, ciente dos riscos de cada investimento, tudo bem?

Dito isto, quer ver quais são os vários meios de se investir em euro, na Europa e com o Passaporte Italiano? Então veja conosco:

Vantagens de se investir em euro

Primeiro, precisamos falar dos investimentos em euro. Além da possibilidade da variação cambial, temos, principalmente, a segurança da moeda. Utilizada em 19 nações, são 343 milhões de europeus que a utilizam diariamente. Assim, é a segunda maior reserva de moeda do mundo, sendo utilizada para estabelecer médias de preços de ouro, bens, e outros produtos de valor.

Além disso, com a democratização do investimento, é possível fazer pequenos investimentos na moeda. São muitas as corretoras que oferecem investimentos mínimos a valores acessíveis, o que acaba com a ideia de que apenas pessoas com maiores condições financeiras podem investir na Europa.

E, por fim, é bom lembrar que você, uma vez investindo na Europa, tem acesso a investimentos em praticamente todo o continente. São bolsas de valores na Itália, Espanha, assim como oportunidades de investimentos em imóveis, entre outras modalidades. Os investimentos mais procurados na Europa são:

  • Compra de imóveis;
  • Aplicações financeiras;
  • Abertura de empresas;
  • Compra de ações;
  • Investimento em iniciativas científicas.

A Cidadania Italiana e o investimento na Europa

A Europa, diferente dos Estados Unidos, tem sido mais restrita no que diz a investimentos de estrangeiros. Nos EUA, por exemplo, o W8-BEN garante ao estrangeiro investimentos no país, em qualquer valor, fazendo assim com que as questões fiscais fiquem com o país do interessado, de acordo com suas regras.

Na Europa, atualmente, há limitações para estrangeiros em contas no continente. O banco N26, por exemplo, exige, entre sua documentação, comprovante de residência para o estrangeiro. Podendo, assim, só abrir conta quem reside lá. Outras instituições europeias famosas, como a corretora portuguesa Degiro, também limitam a abertura de conta apenas para cidadãos europeus.

Assim, com a Cidadania Italiana, as portas para os investimentos na Europa ficam ainda maiores. É possível, com a sua cidadania europeia, abrir conta em sua corretora preferida, e, assim, investir em euro em ações, investimentos alternativos, ou em renda fixa. É só estudar bem, ver as suas possibilidades e intenções e começar a investir!

Quais os tipos de investimentos na Europa?

São vários. Mas podemos destacar alguns. Lembrando: estamos apenas dizendo algumas opções de investimento no continente. Cabe a você estudar cada um e investir apenas quando tiver a devida segurança e confiança para fazê-lo:

Ações, ETFs e Renda Fixa

Em junho de 2020, as bolsas europeias passaram Wall Street em desempenho durante as etapas de recuperação pós-pandemia. As bolsas de Frankfurt, Milão, Londres e a Euronext contam com empresas conhecidas por nós brasileiros, e com forte potencial para investimentos. Além disso, a estabilidade econômica em muitos países do bloco dão maior segurança ao investidor.

É possível, como cidadão europeu, abrir conta nas seguintes bancos e corretoras, e investir em suas bolsas. Ou contar com robôs, que fazem por você o investimento:

  • Degiro
  • MoneyFarm
  • PosteItaliane (os “Correios” italianos também oferecem produtos financeiros)
  • Unicredit
  • Banca Mediolanum
  • Banco Atlantico Europa

Lembrando que cada banco e corretora tem sua política de negócios, taxas e produtos específicos. Pesquise bem para escolher uma dentro do seu alcance e objetivo.

Imóveis

Não só na Europa, mas em praticamente todo o mundo, os imóveis são um dos investimentos mais seguros de manter um bom patrimônio. Seja comprando um imóvel em local com grande potencial de valorização, ou para aluguel, são várias as opções.

Os riscos são muito baixos. Ainda mais na Europa, com cidades que oferecem qualidade de vida altíssima, e que conta com bairros e locais excelentes para quem deseja investir neste tipo de patrimônio.

É possível investir em imóveis na Europa sem ser cidadão europeu. Mas há algumas regras, como valor mínimo para investimento (em Portugal e na Espanha, são 500 mil euros de valor mínimo em um imóvel), facilitando, e muito, quem possui passaporte europeu, como o Passaporte Italiano.

Investimentos Alternativos

Com a crescente das startups, apareceram muitas alternativas na Europa para investimentos dos mais variados tipos. Há investimentos do tipo “loan”, no qual você empresta dinheiro para pessoas e empresas, e lucra com os pagamentos. Ou investimentos em imóveis, somando dinheiro em iniciativas que são semelhantes a financiamentos coletivos, já comuns na Internet.

Entre as opções, temos:

  • Mintos
  • Estateguru
  • LinkedFinance
  • FastInvest
  • CrowdEstate

A vantagem é que estas plataformas aceitam investimentos mínimos de 10 euros, o que ajuda muito pessoas que querem investir muito pouco, apenas para conhecer. Mas, devido às questões tributárias, a grande maioria só aceita clientes europeus, ou residentes.

Empresas e startups

As facilidades de abertura de empresas, e as burocracias, menores do que no Brasil, aliados à segurança financeira e qualidade de vida, fazem da Europa um lugar excelente para quem quer abrir o seu próprio negócio, ou começar a sua startup.

Mesmo a Itália, que demorou para ver o valor das startups, tem se tornado um ótimo lugar para elas. Abrir empresa na Itália também é bem mais simples do que no Brasil. E um cidadão italiano pode empreender com mais facilidade, investindo em um dos muitos ramos de negócios disponíveis na Itália e em toda a Europa.

Vale a pena investir na Europa! E mais ainda com a Cidadania Italiana!

Nunca foi tão fácil investir. Seja para quem quer a segurança de um imóvel, a praticidade de uma renda fixa, ou as possibilidades do mercado de ações, em um continente estável economicamente e que oferece excelente qualidade de vida, as opções para investimentos são muitas. E nem é preciso ir até a Europa. Basta encontrar um investimento que te agrade e aplicar seu dinheiro nele, mesmo do Brasil.

Apenas saiba que com a Cidadania Italiana, as possibilidades são ainda melhores. Serão mais bancos e corretoras à sua disposição, e você não terá que ficar restrito com as regras que cada país oferece para quem quer visto por investimentos nestes países.

Assim, considere o Passaporte Italiano como muito mais do que uma chave para ter acesso por todo o mundo. E sim, como uma ferramenta que pode te ajudar a realizar todos os seus sonhos. Estamos à sua disposição, para conversarmos sobre Cidadania Italiana, seus benefícios e como requerer a sua. Inclusive, sem precisar sair de casa, através da Via Judicial. Fale conosco: