preloader
 Conheça Poveglia, um dos locais mais assustadores do mundo

Conheça Poveglia, um dos locais mais assustadores do mundo

Você acredita em locais assombrados? Pois na Itália existe um local que tem muita história pra contar. Tantas, que é considerado um dos locais mais assombrados do mundo. Estamos falando da ilha de Poveglia. Fica apenas três quilômetros do grande canal de Veneza, possui apenas 68.796,6 metros quadrados (ou 17 acres) e, desde que recebeu uma fortificação no século XIV, muita coisa aconteceu no local, para render a fama de assombrosa que possui.

Poveglia já era um local não muito querido pelas pessoas na Idade Média, durante a época da peste, e de outras doenças infecciosas. Veneza, por ser um centro comercial importante já naqueles dias, sofreu bastante com tais contaminações. Ainda não existiam estudos e tratamentos eficazes como os que temos hoje, porém já era de senso comum que isolar os doentes fazia com que as doenças não se espalhassem.

Havia um ambiente de isolamento, chamado lazarettos, e três deles, estavam na Lagoa de Veneza: Veneza, o Lazaretto Nuovo, Lazaretto Vecchio e o de Poveglia. Assim, viajantes suspeitos de contar com alguma doença entravam em quarentena, e precisavam ficar os 40 dias necessários dentro desses locais. E sim, foi deste conceito e local que nasceu o termo “quarentena”, o qual ficamos tão acostumados em 2020.

Mas tal quarentena não era tão terrível assim, nos primeiros dias de pandemia. Registros históricos mostram que os viajantes “guardados” tinham quartos próprios e eram bem alimentados. Possuíam um sistema de correio para usar, e enviavam e recebiam correspondência em quarentena. O que tornou o local horripilante, foi o avanço a peste negra. Quando a doença estava em seu auge, qualquer pessoa era enviada para os lazarettos, o que trouxe uma grande contaminação entre os habitantes da ilha, a ponto de, nos grandes surtos, pessoas morrerem em todos os locais da ilha, sendo enterrados a qualquer forma e depois, queimados, pois já não haviam mais locais para enterrar os doentes fatais.

Alguns historiadores afirmam que a ilha recebeu mais de 160 mil doentes, que, no auge da pandemia, iam para lá com a certeza de que não retornariam mais. E, as lendas começavam, com pessoas afirmando que quem ali estava era assombrada pelos fantasmas de quem haviam morrido anteriormente. Mesmo passada a época da peste negra, os lazarettos seguiram ativos até o século XIX, o que rendeu um suposto fato de que 50% do solo da ilha tenha cinzas e restos humanos.

Passada a era dos lazarettos e da quarentena, uma casa de repouso foi instalada na ilha em 1922. Mas testemunhos e muitas evidências apontam que, ao invés de funcionar como lar de repouso para idosos, na verdade, o local servia para abrigar indigentes idosos e doentes mentais.

Também há relatos de abusos médicos, com o local funcionando até 1968. O suficiente para que as lendas ganhassem mais voz, e a fama de local assombrado ganhasse mais força. Tanto é que as outras ilhas que também serviram como lazarettos antigamente são museus e recebem visitantes, enquanto Povegila segue fechado ao público, com a proibição de visitantes.

Mas, recentemente, a ilha ganhou um dono. O governo italiano resolveu leiloar Poveglia, com a ideia de que o investidor transformasse o local em um hotel de luxo, atraindo, assim, novos visitantes para o local. A ilha, segundo o leilão, seguiria de propriedade do Estado Italiano, mas seu investidor teria direito a um contrato de leasing por um período de 99 anos.

O empresário italiano Luigi Brugnaro foi quem comprou Poveglia, pelo valor de £ 400 mil. Mas, até o momento, o acesso segue restrito. Em outubro de 2020, uma dupla de exploradores furou o bloqueio e fez algumas fotos no local, que ainda está como antigamente.