preloader
 Conheça Filó, o primeiro brasileiro campeão do mundo de futebol, pela Itália

Conheça Filó, o primeiro brasileiro campeão do mundo de futebol, pela Itália

Filó, o primeiro brasileiro que se tornou campeão mundial de futebol foi em 1934. “Está errado! o Brasil foi campeão em 1958, na Suécia”, você talvez queira nos corrigir. E você não está errado. De fato, o primeiro título mundial da Seleção Brasileira em uma Copa do Mundo foi mesmo no final dos anos 50, em solo europeu. Mas antes disso, um brasileiro já havia sido campeão, porém vestindo outra camisa. Uma certa camisa… azzurra.

Hoje vamos falar de “Filó”, ou Amphilóquio Guarisi Marques. Brasileiro, nascido em São Paulo e que despontou no futebol jogando pela Portuguesa, tradicional time paulistano, cujo estádio, o Canindé, se situa em plena Marginal Tietê. Filó, como ficou conhecido, fez parte do esquadrão que garantiu o primeiro título da Itália, em uma Copa do Mundo realizada em solo italiano. A Itália venceria mais três Copas, posteriormente (1938, 1982 e 2006), além de sediar mais uma vez o evento, em 1990.

No Brasil, Filó: início na Portuguesa e consagração no Corinthians

A história de Filó se inicia em 1905, quando nasceu na capital paulista. Iniciou sua carreira no futebol na Portuguesa, onde jogou de 1922 até 1924. Assim, foi jogar no Paulistano, tradicional clube paulistano que, na época era um dos melhores times de futebol do Brasil. Nesta época, seu futebol veloz e de qualidade o garantiram como tri-campeão paulista, além de credenciá-lo para jogar no Corinthians.

Filó chegou a jogar pela Seleção Brasileira, em quatro jogos oficiais. Venceu o Paraguai, duas vezes, e empatou uma e perdeu outra partida para a Argentina. Ainda disputou mais duas partidas, não-oficiais, contra o Corinthians, e contra os argentinos do Newell’s Old Boys. Era um dos nomes aguardados para jogar pelo Brasil a Copa de 1930, mas problemas entre federações levou para o Uruguai, país-sede, apenas jogadores cariocas.

Na Itália, Guarisi: sucesso na Lazio e o mundial pela Itália

Filho de mãe italiana, Filó foi se aventurar em campos italianos, se tornando “jogador de calcio” da Lazio, em Roma, no ano de 1931. Jogou no time romano por seis anos, onde ficou conhecido como Guarisi. Por ser um bom jogador e ter raízes italianas, obteve a Cidadania Italiana e foi integrado na squadra azzurra. É importante lembrar que, naqueles tempos, era possível que um jogador naturalizado “trocasse de seleção”. Mas, hoje em dia, há questões bem específicas quanto a jogadores de dupla nacionalidade e partidas de futebol por seleções nacionais.

Voltando ao jogador, Filó fez um dos gols na vitória contra a Grécia, ainda pelas eliminatórias para o mundial. Assim, jogou como titular na estreia da Copa, contra os Estados Unidos, em Roma. A partida, em um tempo no qual a Copa do Mundo começava direto nas Oitavas de Final, em partidas eliminatórias, foi vencida pelos italianos por 7×1. Mas o jogador ítalo-brasileiro acabou indo para o banco de reservas, e viu sua seleção ser campeã, contra a Checoslováquia, pelo placar de 2×1.

Filó não fez gol na Copa do Mundo, mas seguiu querido na Itália, onde ficou até 1937, dois anos antes do início da Segunda Guerra Mundial, e três anos antes da entrada oficial da Itália no conflito. Voltou ao Brasil, para uma nova passagem no Corinthians, e terminou sua carreira no Palmeiras, clube formato por descendentes de italianos que, na época, se chamava ainda Palestra Itália. Assim, ainda foi campeão pelos dois clubes, e se aposentou em 1940.

Há poucos registros sobre Filó, ou Guarisi, depois de sua carreira como jogador. Mas estudiosos apontam que há registros de algumas viagens posteriores à Itália, para participar de eventos de celebração da Copa de 1934, além de um torneio de futebol amador, em São Paulo, promovido em 1980, que o homenageou, como “Copa Guarisi”. O ex-jogador faleceu em São Paulo, em 1974, aos 68 anos.